Voluntariado

Home - Voluntariado

10 dicas sobre voluntariado

1- Todos podem ser voluntários Não é só quem é especialista em alguma coisa que pode ser voluntário. Todas as pessoas têm capacidades, habilidades e dons. O que cada um faz bem pode fazer bem a alguém.

2 – Voluntariado é uma relação humana, rica e solidária. O voluntariado é uma relação entre pessoas, oportunidade de fazer amigos, conhecer outras realidades, e vivenciar novas experiências de crescimento humano.

3- Trabalho voluntário é uma via de mão dupla. O voluntário doa sua energia e criatividade e ganha em troca contato humano, convivência com pessoas diferentes, oportunidade de aprender coisas novas, satisfação de se sentir útil.

4 – Voluntariado é ação. Ser voluntário é uma decisão pessoal. Não é preciso pedir licença a ninguém antes de começar a agir. Quem quer, vai e faz.

5 – Voluntariado é escolha. O voluntário escolhe servir. Não há hierarquia de prioridades. As formas de ação variam de acordo com as necessidades da comunidade e a criatividade do voluntário.

6 – Cada um é voluntário a seu modo. Não há fórmulas nem modelos a serem seguidos. Alguns voluntários são capazes, por si mesmos, de olhar em volta, arregaçar as mangas e agir. Outros preferem atuar em grupo, juntando os vizinhos, amigos ou colegas de trabalho. Também organizações inteiras mobilizam-se e colocam-se a serviço dos que precisam.

7 – Voluntariado é o compromisso na liberdade Cada um contribui na medida de suas possibilidades, mas cada compromisso assumido precisa ser cumprido. Uns têm mais tempo livre, outros só dispõem de algumas poucas horas por semana. Alguns sabem exatamente onde ou com quem querem trabalhar. Outros estão prontos a ajudar no que for preciso, onde a necessidade é mais urgente.

8 – Voluntariado é uma ação duradoura e com qualidade. Não se trata de quebrar galhos, nem tapar buracos ou compensar carências. A ação voluntária contribui para ajudar pessoas em dificuldade, resolver problemas, melhorar a qualidade de vida da comunidade.

9 – Voluntariado é uma ferramenta de inclusão social. Todos têm o direito de ser voluntários. As energias, recursos e competências de crianças, jovens, pessoas portadoras de deficiência, idosos e aposentados farão a diferença.

10 – Voluntariado é um hábito do coração e uma virtude cívica. Voluntariado nasce de um desejo que vem de dentro da gente e faz bem aos outros. No voluntariado todos ganham: o voluntário, que faz o bem, a pessoa que recebe o bem, e a sociedade. Todos contribuem para melhorar o mundo.

Adaptado do site www.portaldovoluntario.org.br